MIA - Secção em Português
Mikhail Alexandrovich Lifschits
foto
1905-1983

Nascido em 23 de julho de 1905, em Melitopol, uma cidade criméria do então Império Russo, Lifschits começou sua educação superior como um estudante de arte nos Estúdios Estaduais Vkhutemas de Arte e Tecnologia Superior, em Moscou no início da década de 1920. No final da década ele já havia desenvolvido fortes desavenças com seus instrutores classicamente orientados. Elegendo seguir uma análise da estética a partir de uma perspectiva fundamentalmente marxista, Lifschits se inscreveu no Instituto Marx-Engels de Moscou, onde ele desenvolveu um relacionamento de trabalho com o grande filósofo marxista György Lukács, em 1930.

Em 1937 sua produtividade caiu significativamente; Lifschits quase não produziu trabalhos publicados no clima repressivo dos anos mais intensos do stalinismo. Após a invasão nazista da União Soviética, Lifschits entrou na II Guerra Mundial como um voluntário do Exército Vermelho.

Sua carreira pós-guerra como um crítico foi marcada por considerável controvérsia. Seus escritos de meados da década de 1950 sobre socialismo e o caminho da sociedade soviética em particular, provocaram a ira das figuras estabelecidas da vida intelectual soviética: embora editoras soviéticas continuassem a publicar seu trabalho, a independência de Lifschits das normas do partido levaram a sua expulsão como membro. A mesma época foi também um período de colaboração de Lifschits com o filósofo soviético Evald Ilienkov.

O principal objeto de crítica na década de 1960 foi o movimento modernista nas artes. A partir de um ponto de vista político, Lifschits, apesar de seu criticismo do sistema soviético, permaneceu um forte proponente do socialismo marxista-leninista. Membro ativo da Academia de Belas Artes da União Soviética e doutor em filosofia. Como um filósofo acadêmico, Lifschits serviu como membro executivo da Academia Soviética de Ciências desde 1975.

Morreu em Moscou em 28 de setembro de 1983, oito anos após sua eleição para a Academia Soviética de Ciências, a mais prestigiada organização acadêmica dentro da União Soviética.

 

Atualmente estão disponíveis em Português as seguintes obras:

1940 O Problema do Sujeito e do Objeto
1951 Sociologia Vulgar
   
Seja um Voluntário! Se você deseja colaborar com a construção desta biblioteca, ou deseja iniciar uma nova biblioteca para um autor cujo trabalho contribui de alguma maneira para a compreensão do Marxismo, entre em contato conosco.
Abriu o arquivo 29/06/2014
Última atualização 29/07/2014