Declaração ao Editor do Neue Deutsche Zeitung

Karl Marx e Friedrich Engels

4 de Julho de 1850


Primeira Edição: Neue Deutsche Zeitung, 4 de julho de 1850;
Fonte: Marx-Engels Collected Works, volume 10, p.387.
Tradução: Rafael Duarte Oliveira Venancio, dezembro de 2008.
HTML: Fernando A. S. Araújo, dezembro 2008.
Direitos de Reprodução: A cópia ou distribuição deste documento é livre e indefinidamente garantida nos termos da GNU Free Documentation License.


Senhor,

No artigo de seu jornal de 22 de junho do presente ano, você me criticou por defender a direção e a ditadura do proletariado, enquanto você propõe, em contraposição, a abolição das distinções de classe no geral. Eu não entendo essa retificação.

Você sabe muito bem que na página 16 do Manifesto do Partido Comunista (publicado antes da Revolução de Fevereiro de 1848) está escrito que:

“Se o proletariado durante sua luta com a burguesia é obrigado, pela força das circunstâncias, se organizar enquanto classe; se pelos meios de uma revolução, ele se coloca como classe dirigente e, assim, ele varre através da força as velhas condições de produção, então ele irá, junto com esses condições, varrer as condições para a existência de antagonismos de classes e das classes em geral e, assim, irá abolir sua supremacia enquanto classe.”

Você sabe que eu defendo o mesmo ponto de vista no meu livro Miséria da Filosofia contra Proudhon, antes de Fevereiro de 1848.

Finalmente, no mesmo artigo que você critica, na página 32 do número 3 do Neue Rheinische Zeitung [Politisch-ökonomische Revue], está escrito que:

“Esse Socialismo” (i.e. comunismo) “é a declaração da permanência da revolução, a ditadura de classe do proletariado como ponto de transição necessário para a abolição das distinções de classe no geral, para a abolição de todas as relações de produção na qual elas se assentam, para a abolição de todas as relações sociais que correspondem essas relações de produção e para a revolução de todas as idéias que resultam dessas relações sociais.”
Junho de 1850
K. Marx

Em seu artigo de 22 de junho você muito gentilmente reconhece o “notável espaço” deixado na imprensa diária alemã pela supressão do Neue Rheinische Zeitung, mas você protesta contra a “idéia do Sr. Engels” que o Neue Rheinische Zeitung era o único órgão de imprensa a representar o proletariado não apenas em palavras ou em benevolência.

É verdade que em meu artigo acerca da campanha por uma Constituição Imperial Alemã, no número 1 do Neue Rheinische Zeitung, eu declarei que o Neue Rheinische Zeitung era o único jornal em que o proletariado alemão era apoiado não apenas por benevolência ou por palavras apenas. Se você possui a opinião de que essa declaração é depreciativa ao Neue Deutsche Zeitung, antigo jornal oficial da extrema esquerda em Frankfurt, então você ganhará, sem dúvida, a gratidão dos trabalhadores ao mostrar-lhes quando, onde e como o Neue Deutsche Zeitung representou os interesses do proletariado alemão ou de seus interesses de classe.

Londres, 25 de junho de 1850
F. Engels

Compartilhe este texto:
Início da página
 
Visite o MIA no Facebook
 

Abriu o arquivo 20/12/2008