Telegrama a V. I. Lênin

J. V. Stálin

16 de Junho de 1919


Primeira Edição: "Pravda" ("A Verdade"), n.° 301, 21 de dezembro de 1929.
Fonte: J.V. Stálin – Obras – 4º vol., Editorial Vitória, 1954 – traduzida da edição italiana da Obras Completas de Stálin publicada pela Edizioni Rinascita, Roma, 1949.
Tradução: Editorial Vitória
Transcrição: Partido Comunista Revolucionário
HTML:
Fernando A. S. Araújo, setembro 2006.
Direitos de Reprodução: A cópia ou distribuição deste documento é livre e indefinidamente garantida nos termos da GNU Free Documentation License.

capa

Após Krásnaia Gorka, foi liquidado Séraia Lóchad[N79]. Os canhões, que ali se achavam, estão em perfeito estado. Procede-se rapidamente ao controle de todos os fortes e de todas as fortalezas.

Os especialistas da frota asseguram que a tomada de Krásnaia Gorka pelo mar subverte todos os princípios da ciência naval. Não me resta senão prantear a aludida ciência. A rápida ocupação de Gorka se explica pelo fato de que eu, e os civis em geral, interviemos da maneira mais brutal nas operações, chegando mesmo a anular as ordens para as operações de terra e mar e a impor as nossas.

Sinto-me no dever de declarar que também no futuro agirei dessa maneira, não obstante toda a veneração que nutro pela ciência.

Stálin

Compartilhe este texto:
Início da página
 
Visite o MIA no Facebook
 

Notas de rodapé:

[N79] Em 13 de junho de 1919 as guarnições dos fortes Krásnaia Gorka (Colina Vermelha) e Siéraia Lóchad (Cavalo Tordilho), nas imediações de Petrogrado, cedendo à pressão dos guardas brancos, ligados aos social-revolucionários e aos mencheviques, rebelaram-se contra o Poder Soviético. Para enfrentar os rebeldes, no mesmo dia Stálin ordenou às unidades da frota do Báltico que se fizessem ao largo. Ao mesmo tempo, em Oranienbaum eram formados grupos armados de costa, cujo núcleo era constituído por destacamentos de marinheiros. A 14 de junho Stálin chegou a Oranienbaum, onde expôs seu plano de ataque simultâneo por terra e por mar numa reunião de que participaram representantes do comando marítimo e do terrestre, bem como os comandantes das diversas formações e destacamentos. O ataque foi desfechado no dia 15, por terra, com o apoio da frota do Báltico. Derrotados os rebeldes no caminho de Krásnaia Gorka, as tropas soviéticas apoderaram-se do forte aos 30 minutos de 18 de junho. Poucas horas depois, Siéraia Lóchad também era conquistado. (retornar ao texto)

pcr
Inclusão 17/03/2008