logotipo
  Newton, Isaac
foto

(1643-1727): O maior naturalista inglês, professor de matemática e física em Cambridge e, mais tarde, diretor da Moeda, presidente da Royal Society e membro do Parlamento. Entre seus maiores trabalhos, que fizeram época, cumpre indicar: a chamada mecânica clássica, a introdução do cálculo diferencial e integral, a lei da gravitação (segundo a qual se reconheceu que a gravidade da terra e os movimentos dos planetas são efeitos de uma só e mesma causa), aperfeiçoamento da ótica (decomposição das cores da luz, teoria da emissão, etc.) Filosoficamente, Newton sustentou o ponto de vista do valor geral das leis mecânicas para todo o universo. Seu método matemático, onde se reflete o caráter absoluto das leis da natureza, constitui seu ponto de partida. O mundo tem sua razão de ser em si mesmo. Somente mais tarde é que ele explicou a natureza de modo teológico, incluindo Deus como força motriz de todo o ser. Para a critica da maneira de Newton conceber a natureza, consultar Engels, Dialética da natureza. Obra principal: Philosophiae naturalis principia mathematica, (O princípio matemático da filosofia natural), a obra mais genial de Newton, que determinou, por mais de um século, o desenvolvimento da física e guarda, até hoje, todo o seu valor. A segunda obra principal de Newton é: Optics ov a Treatrise of the Reflexions, Refractions, Inflections and Colours of Light, (A ótica, ou tratado de reflexões, refrações, inflexões e cores da luz), 1704.

  Fonte: Lênin - Materialismo e Empirocriticismo
MIA estrela Secção em Português estrela Temática