logotipo
  Slánsky, Rudolf

(1901-1952), comunista checo, membro do partido desde 1921, do CC desde 1929. Trabalha na clandestinidade até 1935, ano em que o partido é legalizado e autorizado a concorrer às eleições, sendo eleito juntamente com Klement Gottwald para o parlamento. Entre 1939 e 1944 integra o grupo dirigente exilado em Moscovo. Participa na insurreição eslovaca em 1944, ocupando o cargo de secretário-geral entre 1944 e 1951 e o cargo de vice-primeiro-ministro. Em Novembro de 1951, é acusado de espionagem e conspiração com as potências imperialistas para derrubar o socialismo, o que vem a confessar publicamente, sendo condenado à pena capital.

foto
Slánsky
  Fonte: Martens - A URSS e a Contra-Revolução de Veludo