MIA - Secção em Português
Cajo Brendel
foto Cajo Brendel
Obras disponíveis

Seu verdadeiro nome é Carel Johan Hinlópen. Mudou seu nome para Cajo Brendel em 1943. Brendel, que cresceu em circunstâncias pequeno-burguesas, simpatizou com o trotskismo quando jovem, mas, em 1934, se juntou ao grupo comunista de conselho Internationaler Kommunisten. Em meados dos anos 30, Brendel começou a estudar economia, não terminou os estudos por razões financeiras.

Depois de escrever para vários jornais comunistas e sindicalistas de esquerda nos anos 30, ele foi convocado para o exército em setembro de 1939 e tornou-se prisioneiro de guerra alemão em maio de 1940. Conseguiu escapar e a partir de dezembro de 1940 trabalhou como correspondente de um jornal regional holandês, o Volksblad voor Gelderland.

Após a Segunda Guerra Mundial, trabalhou como jornalista em Utrecht. Em 1948 se tornou membro da equipe do Nieuw Utrechts Dagblad. Em 1952 entrou para a Liga Comunista Spartacus, onde trabalhou com Anton Pannekoek. Brendel foi escritor e editor da revista Spartacus. Em 1953, fez contato com o grupo francês Socialismo ou barbarie. Em 1965, foi co-fundador e co-editor da revista Daad en Gedachte, que aparecia uma vez por mês, aonde escreveu até a dissolução da revista em 1997.

Fonte: Wikipédia

1921 Kronstadt: Reviravolta Proletária da Revolução Russa
1958 Milovan Djilas e A Nova Classe
1967 Teses sobre a Revolução Chinesa (Parte I)
1999 O Comunismo de Conselhos e a Crítica do Bolchevismo
2016 - abr Terceiro-Mundismo e Socialismo
  A Interpretação do Marxismo por Lênin
  Algumas Considerações sobre a Reorganização da Esquerda Revolucionária
  Anton Pannekoek: A Redefinição do Marxismo
  Terceiro-Mundismo e Socialismo
Seção em Espanhol MIA

Seja um Voluntário! Se você deseja colaborar com a construção desta biblioteca, ou deseja iniciar uma nova biblioteca para um autor cujo trabalho contribui de alguma maneira para a compreensão do Marxismo, entre em contato conosco.


Abriu o arquivo: 19/12/2021
Última alteração: 13/09/2022