MIA - Seção em Português
Georges Politzer
foto Georges Politzer
1903-1942

 

Georges Politzer nasceu em Nagyvarad, Hungria (atualmente Oradea, Roménia) em 3 de maio de 1903. Ele deixou sua terra natal após após o fracasso da República Soviética da Hungria dirigida por Béla Kun, estabelecendo-se na França, em 1921. No curso de suas viagens ele conheceu Freud e Sandor Ferenczi, em Viena, e seu interesse em psicologia resultou na publicação, em 1928, de “Critique des fondements de la psychologie”. Este trabalho foi o primeiro esboço de uma teoria materialista da psicologia social, e influenciou Vygotsky na década de 1920. Na França, ele ensinou nas cidades de Moulins, Evreux e em Saint-Maur, tendo sido ativista no sindicato dos professores. Em algum momento entre 1929-1931 (fontes do Partido relatam que foi aceito na sua segunda tentativa), ele ingressou no Partido Comunista Francês, onde comandou a Comissão Econômica do Comité Central.

Lecionou tanto na Universidade dos Trabalhadores como na escola central do PCF, integrou o grupo fundador da revista La Pensée. Em setembro de 1940, com a França ocupada, atuou na luta contra os nazistas tendo lançado dois jornais clandestinos: L'Université Libre e La Pensée Libre, assinando escritos sob o pseudônimo de Rameau.

Junto com sua esposa Mai, também comunista e combatente da Resistência, ele foi preso em fevereiro de 1942 por violação da lei que proíbiu o Partido Comunista. Em 20 de março de 1942, foi entregue aos nazistas tendo sido executado com um grupo de reféns em 23 de Maio de 1942. Sua mulher foi transportada para Auschwitz, onde morreu em março de 1943. Seus cursos na Universidade do Trabalhador, entre 1935-1936, foram publicados postumamente como Principes élémentaires de philosophie (Princípios Elementais de Filosofia). Politzer também é lembrado por ter prognosticado a teoria do Big Bang de criação do Universo.

Atualmente estão disponíveis em Português as seguintes obras:

1936 Princípios Elementais de Filosofía - texto em Português da Galiza
   
Seja um Voluntário! Se você deseja colaborar com a construção desta biblioteca, ou deseja iniciar uma nova biblioteca para um autor cujo trabalho contribui de alguma maneira para a compreensão do Marxismo, entre em contato conosco.

Abriu o arquivo 26/01/2014