Cinema e Revolução
A Classe Operária vai ao Paraíso
"Para onde estará indo a classe trabalhadora? O filme “A classe operária vai ao paraíso” de 1971 com direção de Élio Petri busca responder a essa pergunta: vai depender da própria classe trabalhadora, do despertar ou não de sua consciência de classe. Por esse motivo, esse é talvez o mais representativo dos filmes políticos italianos dos anos 70. O engajamento passa pelo próprio diretor, militante por muitos anos do PCI, sendo que mesmo depois de sair do partido continuou colaborando na seção de cinema do jornal oficial dos comunistas italianos, o “L’Unitá”. O ator principal do filme, Gian Maria Volonté por toda a vida foi militante do PCI, sendo protagonista de inúmeros filmes políticos italianos entre os anos 60 e 80". (fonte: Partido Comunista Brasileiro - PCB) - Leia análise de José Chasin sobre o filme.
capa

Direção: Élio Petri

Para voluntariado, perguntas, comentários ou sugestões, entre em contato com o administrador da Seção em Português.
MIA Logo