MIA - Secção em Português
Diógenes Arruda
foto Arruda
1914-1979

 

Nome completo Diógenes Alves de Arruda Câmara, nasceu no Recife, Pernambuco, Brasil. Ingressou no Partido Comunista Brasileiro, então Partido Comunista do Brasil, em 1934, e ligou-se ao comitê da Bahia, para onde se transferiu, como funcionário do Ministério do Trabalho. Foi editor da revista Problemas. Durante o Estado Novo, viveu, por três anos, na Argentina, onde se articulou com vários comunistas. Serviu de elemento de ligação entre grupos dissidentes do PCB, que terminaram se aglutinando em torno de Luis Carlos Prestes. Em 1943 passa a fazer parte do Comitê Central do PCB. Em 1947 foi eleito Deputado Federal por São Paulo na legenda do Partido Social Progressista (PSP), escapando, assim, da cassação de mandatos que se seguiria, com o cancelamento do registro do PCB. Com as mudanças ocorridas no PCB, recriou, junto com outros militantes, o Partido Comunista do Brasil, sob a nova sigla PC do B, tornando-se um dos dirigentes. Em 1968 foi preso e torturado pela Ditadura Militar que se instalara no Brasil em 1964. Foi solto em 1972 e exilou-se na França. Retornou ao Brasil em outubro de 1979, após a anistia política e faleceu logo em seguida, em novembro do mesmo ano.

Atualmente estão disponíveis em Português as seguintes obras:

1947 - Jun Aumentar Cem por Cento nos Salários Mínimos
1952 - Fev Reforçar a Vigilância Revolucionária, Tarefa Vital do Partido
1953 - Abr Forjemos Nosso Partido à Imagem e Semelhança do Partido de Lênin e Stálin
1954 - Nov O Programa do Partido Comunista do Brasil Bandeira de Luta e da Vitória
1979 - Jun Entrevista a Iza Freaza
1979 - Out O Dirigente Comunista se Forja Todos os Dias
   
Seja um Voluntário! Se você deseja colaborar com a construção desta biblioteca, ou deseja iniciar uma nova biblioteca para um autor cujo trabalho contribui de alguma maneira para a compreensão do Marxismo, entre em contato conosco.
Inclusão 25/11/2006
Última alteração 04/12/2013