MIA - Secção em Português
José Carlos Rates
foto
1879-1961

 

Marinheiro e operário conserveiro setubalense, dirigente sindical das primeiras décadas do século XX. Em 1911 era secretário da Associação dos Trabalhadores das Fábricas de Conservas de Setúbal. Foi o primeiro secretário-geral do Partido Comunista Português. Participou do I Congresso Sindicalista e Cooperativista (Lisboa, 1909), do I Congresso Sindicalista (1911) e do congresso de criação da União Operária Nacional (Tomar, 1914).

Foi duramente reprimido pela sua militância sindicalista revolucionária, tendo sofrido penas de prisão e deportação em África. Colaborador assíduo na imprensa operária ('O Sindicalista', 'A Batalha', 'O Comunista', 'Renovação') foi também um ensaísta prolífico. Após a Revolução de Outubro aderiu ao bolchevismo e foi um dos fundadores, em 1921, do Partido Comunista Português.

Em novembro de 1923, foi escolhido por Jules Humbert-Droz, então delegado em Portugal do Comintern, para liderar o partido, tornando-se o seu primeiro secretário-geral. Defensor de uma aliança defensiva antifascista com o Partido Radical e a Esquerda Democrática de Domingues dos Santos, foi expulso do P.C.P., por desviacionismo às diretivas políticas da Internacional Comunista, no 2.º Congresso do P.C.P., em maio de 1926. Surpreendentemente, em 1931 adeririu à União Nacional salazarista.

Fonte: Wikipédia

1920 A ditadura do proletariado
1923 - jul Sejamos marxistas
1931 - jul Uma adesão à União Nacional
Seja um Voluntário! Se você deseja colaborar com a construção desta biblioteca, ou deseja iniciar uma nova biblioteca para um autor cujo trabalho contribui de alguma maneira para a compreensão do Marxismo, entre em contato conosco.

Abriu o arquivo: 05/01/2022