Linhas de Orientação para a A.A.U.-E. [1*]

Otto Rühle

junho de 1921


Primeira Edição:........
Fonte: http://www.terravista.pt/IlhadoMel/1188/grupos_comunistasde_conselhos.htm
Tradução de: ........
Transcrição de: ..................
HTML de: Fernando A. S. Araújo , agosto 2005.
Direitos de Reprodução: A cópia ou distribuição deste documento é livre e indefinidamente garantida nos termos da GNU Free Documentation License.


A. A.A.U.- E. [2*] é uma organização unitária política e económica do proletariado revolucionário.

A A.A.U.- E. luta pelo comunismo, socialização da produção das matérias primas, dos meios de produção e das forças produtivas, assim como dos bens de consumo que deles são produto. A A.A.U.- E. quer estabelecer a produção e a repartição planificadas em substituição da produção e da repartição capitalistas actuais.

O fim último da A.A.U.- E. é a sociedade em que todo o Poder foi abolido, o caminho para esta sociedade passa pela ditadura do proletariado, que é a vontade dos operários determinando exclusivamente a organização política e económica da sociedade comunista graças à organização dos conselhos.

4. As tarefas mais urgentes da A.A.U.- E. são:

a) destruição dos sindicatos e partidos políticos, principais obstáculos à unificação da classe proletária e ao ulterior desenvolvimento da revolução social, que não pode ser tarefa de partido ou sindicato;

b) união do proletariado revolucionário nas empresas, células de produção, fundamento da sociedade futura. A forma de toda a união é a organização de empresa;

c) desenvolvimento da consciência de si e da solidariedade dos trabalhadores;

d) preparação de todas as medidas que serão necessárias para a edificação política e económica.

5. A A.A.U.- E. rejeita todos os métodos reformistas e oportunistas de combate, opõe-se a qualquer participação parlamentarista e aos conselhos de empresa legais, pois tal participação significa sabotagem da ideia dos conselhos.

6. A A.A.U.- E. rejeita fundamentalmente todos os chefes profissionais. Tais chefes funcionaram só como conselheiros.

7. Todas as funções nas A. A.A.U.- E. são voluntárias.

8. A A.A.U.- E. considera o combate de libertação do proletariado não como um assunto nacional, mas como uma tarefa internacional. Por isso se esforça por conseguir a reunião do conjunto do proletariado mundial numa internacional dos conselhos.

Compartilhe este texto:
Início da página
 
Visite o MIA no Facebook
 

Notas:

[1*] Estas teses foram apresentadas pelos distritos de Saxe Oriental e de Hamburgo à 4ª Conferências da A.A.U.D. (União Geral dos Trabalhadores da Alemanha) - Junho de 1921. Foram adoptadas como definitivas pela 1ª Conferência Autónoma da Oposição em Outubro de 1921. (retornar ao texto)

[2*] A.A.U.- E. - União Geral dos Trabalhadores Organização Unitária. (retornar ao texto)

Inclusão 01/08/2005