logotipo
  Lemonosov, Mikhail
foto

O século XVIII foi uma grande época na cultura russa. Uma das figuras mais notáveis foi Mikhail Lemonosov (1711-1765) que vinha de uma simples família camponesa.
Lemonosov revelaria um génio multifacetado: era um talentoso físico e químico, astrónomo, geólogo, geógrafo, linguista, historiador, poeta, pintor e engenheiro.
Organizou o primeiro laboratório químico da Rússia e descobriu a lei da conservação de matéria. Na obra científica de Lemonosov a teoria estava sempre intimamente ligada à prática. Lutou pela exploração dos recursos minerais e pela pesquisa de novos depósitos.
Lemonosov fez muitas descobertas em muitos e variados campos da ciência. As suas obras sobre astronomia prepararam o caminho para a descoberta de que Vénus tem uma atmosfera. Inventou um aparelho parecido com o moderno helicóptero. Lemonosov escreveu ainda alguns livros extremamente importantes, tais como o primeiro livro russo sobre metalurgia e a primeira gramática russa.
Lemonosov fez muito pela educação na Rússia e desempenhou um papel importante na fundação da primeira universidade Russa, que foi aberta em Moscovo em 1755. Também foram abertas duas escolas especiais ligadas à universidade — uma para os dvoryane e a outra para os filhos das outras classes livres, como a classe dos comerciantes. Os servos, contudo, não eram admitidos nem nas escolas nem na universidade. Lemonosov defendia direitos iguais de admissão para todas as classes sociais, mas o governo czarista impediu que estas liberdades fossem instituídas.
A Universidade de Moscovo tinha três faculdades: filosofia, direito e medicina. Ao contrário de outras universidades, não tinha faculdade de teologia. Em breve se tornaria num importante centro de ciência e cultura russa.

  Fonte: Manfred - História do Mundo vol. II
MIA estrela Secção em Português estrela Temática