Togliatti, Palmiro
foto

(1893-1964): membro do Partido Socialista Italiano desde 1914, participa na fundação do semanário comunista Ordine Nuovo (1919), destacando-se como tradutor e propagandista das obras de Lénine. Contribui para a formação da fracção comunista que funda o PC em Janeiro de 1921. No 2.0 Congresso (1922) é eleito para o CC integrando a direcção do partido no ano seguinte. Em 1924 funda com Gramsci o jornal L'Unitá, sendo nesse ano eleito para o CEIC e em 1928 para o seu Presidium. Em 1926 é eleito secretário-geral do PCI. Participa na guerra civil de Espanha (1937-39), vivendo na URSS entre 1940 e 1944. Entre 1944 e 1946 integra o governo italiano, ocupando os cargos de ministro sem pasta, da Justiça e de vice-primeiro-ministro. Deputado desde 1947, sofre um atentado fascista em 1948, após as eleições em que o PCI recolhe 31 por cento dos votos. Após o XX Congresso do PCUS apresenta a Vía Italiana al Socialismo, que lança as bases para a viragem oportunista do partido, mais tarde consolidada com o «eurocomunismo» de Berlinguer. Morre em Iálta (URSS), vítima de uma hemorragia cerebral. O seu nome foi dado à cidade soviética de Stavropol.

Fonte: Martens - A URSS e a Contra-Revolução de Veludo

Leia as obras deste autor no MIA

MIA Secção em Português Temática