Contribuição para o Estudo da Questão Agrária

Álvaro Cunhal

195?

Link Avante

capa Primeira Edição: 1966.
Fonte: Contribuição para o Estudo da Questão Agrária, Edições Avante!, 1976.
Transcrição: Primeiro tomo Fernando A. S. Araújo; Segundo tomo: Carlos Coutinho
HTML:
Fernando A. S. Araújo
Direitos de Reprodução: © Editorial "Avante!".

Tomo 1

INTRODUÇÃO, Júlio Martins

1. Exploração capitalista que se agrava

2. A solução lógica e necessária: Reforma Agrária, rumo ao socialismo

PREFÁCIO À EDIÇÃO BRASILEIRA

1 — JARDIM DA EUROPA À BEIRA-MAR

A "Pobreza Natural do País"
Um País "Essencialmente Agrícola"
Produção e Consumo
Portugal Agrícola na Europa Ocidental
A "Industrialização" da Agricultura

2 — ABAIXO DA LINHA DE MISÉRIA

A Lei da Pauperização
O Pão para a Boca
Expoentes da Ciência Apologética
A Sepultura da Vida

3 — A NATUREZA, O HOMEM E A SOCIEDADE

As Pretensas Razões Naturais
A População e as Subsistências

O Poder do Homem
A Propriedade Privada da Terra

4 — O PROPRIETÁRIO E O LAVRADOR

As Hipotecas
Os Arrendamentos
Um Obstáculo Que Não se Remove

5 — A DIVISÃO DA PROPRIEDADE

Panorama Geral
As Áreas Médias dos Prédios Rústicos
Os Prédios e os Proprietários
As Áreas Médias das Explorações Agrícolas
Mais Perto do Real Tamanho
A grandeza dos contrastes
Alguns exemplos concretos

Tomo 2

6 —A PEQUENA E A GRANDE EXPLORAÇÃO

A idealização da exploração familiar
A questão a resolver
A fome de terra
Maquinaria e nível técnico
Das vendas, do dinheiro e do crédito
O «maior peso vivo de gado»
Dos bois e das vacas
Em volta dos rendimentos unitários

7 — O SEGREDO DA QUESTÃO

O sobretrabalho gratuito
O trabalho da mulher
O trabalho infantil
Privações familiares

8 — QUE LEVA A MELHOR?

Uma ilusória independência
Baixa dos rendimentos unitários

Transferência da propriedade

Evolução pecuária

A fuga dos campos

9 — A LIQUIDAÇÃO DA EXPLORAÇAO FAMILIAR

Um destino histórico

Os «isolados»

Os semiproletários

Os ranchos migratórios

O «principal sintoma»

10 — A CONCENTRAÇÃO NA AGRICULTURA

É a agricultura uma excepção?

A evolução do número de prédios rústicos

Parcelamento e concentração

A pequena produção, «apêndice» da grande

Arrendamento e venda de parcelas

Razões económicas e não económicas

A inviabilidade da «exploração familiar»

11 — NOTA FINAL

12 — ANEXO


Inclusão 24/07/2006
Última alteração 01/03/2013